11 de out de 2010

Escolha infeliz

Um momento de tristeza
Um segundo de depressão
E em poucos instantes não sou mais eu
Me encontro sozinha ,vagando no escuro

Oh meu deus o que foi que eu fiz
O meu corpo já não faz mais parte de mim
Quero me comunicar, preciso falar com alguém
Mas ninguém me escuta ninguém me ver

É triste demais, queria me libertar
E agora estou presa para sempre
Preciso encontrar a luz
Mais que luz? não vejo nada

O desespero toma conta de mim
Me tornei um fantasma solitário
Se viessem seres das trevas me atormentar
Não me sentiria tão sozinha
Mas nem isso, estou presa no meio do nada
Condenada a sofrer por toda eternidade

Esse silencio me corrói
Esta me destruindo pouco a pouco
Penso em cada palavra de consolo
Cada abraço que não valorizei
Estou profundamente arrependida
Mas infelizmente
É tarde demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário