29 de ago de 2010

crise existencial

Palavra porque me machucaste tanto?
Porque me tornei tão vulneravel?
Não consigo mais fingir que não sinto nada
Quando a dor invade minha alma
Me impedindo de seguir em frente

Por muito tempo quis ser forte
Alimentando sentimentos de raiva e rancor
Guardando tudo em meu peito
Sem derramar uma lagrima

Porem não tenho mais forças
Para continuar resistindo
Me sinto sozinha

Sei que não sou perfeita
Mas custa me aceitar do jeito que sou?
Sem me criticar
Sem me machucar profundamente

Estou completamente perdida
Não sei quem sou de verdade
Ora penso que sou a mocinha
Ora tenho certeza de que sou a vilã

Mas de uma coisa estou certa
Minha vida acabou
O amor morreu dentro de mim.

4 comentários:

  1. O amor jamais nos deixa... jamais esvai, pois quaisquer atos são uma demonstração de amor, pois do amor nos fundamos, do amor vem a base do nosso eu.

    Às vezes, nossas próprias verdades não nos são nítidas.

    Seus poemas são muito intensos! Gostei daqui...

    ResponderExcluir
  2. :) ah bigadah linda fico feliz que tenha gostado voute sempre beijooo

    ResponderExcluir
  3. Seu blog é demais, valdir

    ResponderExcluir