2 de ago de 2010

Tarde demais

Estou perdida perante as sombras
diante de seres que me dominam completamente
Me destroem ,me atormentam conseguem acabar com a minha paz.

Se misturam ao mesmo tempo distintas sensações
Sinto um frio congelate e um calor infernal
Tento fugir procuro uma saída,mas não existe nenhuma porta
Não existe absolutamente nada

Estou perdida entre sonhos e pesadelos,loucura e realidade.
O desespero mais profundo invade a minha alma
Sinto como se estivesse com uma espada cravada em meu peito
E a cada tentativa de retira la só faz aumentar a minha dor

Sou um ser solitário
Não tenho amigos
Sou incapaz de ouvir
Incapaz de amar alguém

Não consigo alimentar bons sentimentos
Se me sinto feliz por um instante
O mal me domina e a tristeza volta a me atormentar
Sinto no peito um imenso vazio como se não fizesse sentido o existir
Como se a vida não valesse a pena

penso em desistir de tudo, desaparecer para sempre
Sigo para um caminho sem volta ,
mas algo não me deixa partir
Paro e olho a minha volta
tudo o que eu sonhei estava ali.

Nenhum comentário:

Postar um comentário